Notícias

Amom tenta calar Marcelo Ramos e perde na Justiça

Pré-candidato do Cidadania queria que Marcelo apagasse postagem que mostrava discursos semelhantes ao de outros políticos do Amazonas

A Justiça Eleitoral do Amazonas negou pedido de liminar movido pelo pré-candidato Amom Mandel, que queria que o pré-candidato Marcelo Ramos (PT) apagasse postagem feita duas semanas atrás. Na ocasião, Marcelo Ramos mostrou que o discurso de Amom é semelhante ao usado por Wilson Lima e David Almeida quando estavam em campanha eleitoral.

“É lamentável que alguém tão novo já tenha adotado as práticas da política atrasada e tenta usar a Justiça para calar seus adversários. No afã de me calar, o pré-candidato Amon só conseguiu confirmar que adota as mesmas práticas de David Almeida e Wilson Lima”, criticou Marcelo Ramos, ao tomar conhecimento do despacho.

De acordo com o juiz eleitoral Roberto Santos Taketomi, em decisão divulgada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE)-AM, os comentários “este discurso é velho, eu acho que já ouvi essa conversa” e “Manaus já caiu duas vezes nessa conversa, com Wilson Lima e David Almeida” não imputa nenhum fato ofensivo à reputação do pré-candidato Amom.

“Trata-se de mera crítica de natureza política ocorrida dentro de um ano eleitoral, em postagem de rede social e que não ultrapassou o limite razoável do jogo político. Nesse contexto, indefiro a medida liminar”, assinala o juiz.

Curiosamente, recentemente, Amom reclamou nas redes sociais de processo movido por David Almeida, que pedia que o deputado não citasse seu nome. “Tem alguém com medo”, falou Amom na ocasião.

O vídeo de Marcelo Ramos que Amom queria tirar do ar pode ser visto em https://bit.ly/3XnAitN

Veja decisão judicial:

DECISAO TRE – Amom x Marcelo

 

+++++++

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.